terça-feira, 22 de março de 2011

Hierbabuena, a erva boa - Doses de Sabedoria



Sucesso na mistura das bebidas desde a época do navegador Francis Drake, a hortelã é o ingrediente principal do coquetel que está entre os mais populares do Brasil e do mundo: o mojito.

Tão popular, que aqui mesmo no Brasil já tivemos o Mojito Masters, concurso que celebrou com muita criatividade as variações e interpretações do drink.

Nas Américas do Sul e Central, a hortelã é conhecida como hierbabuena (erva boa, em tradução literal)

E agora, um tapinha...  De informações sobre a hortelã:

ORIGEM: A hortelã é uma erva utilizada desde a antiguidade, com sua origem confundida com os mitos. Usada por egípcios, hebreus, gregos, medievais, romanos e americanos, durante o século IX foi introduzida na Europa em diversas variedades. Aparece em todas as listas de ervas que chegaram até nós. Na bíblia aparece como dízimo. Os árabes regavam as mesas de banquete com menta antes das festas e limpavam o chão com a erva para estimular o apetite dos convidados.

LENDAS E MITOS: Uma das ninfas amadas por Plutão, Minthe foi transformada em erva para fugir da ira da ciumenta mulher do deus grego. Tornou-se a erva da amizade e do amor, símbolo da hospitalidade.
Conta-se também que Zeus e Hermes, disfarçados em uma de suas andanças pela Terra, foram acolhidos para comer na casa de um casal de pobres anciões que forraram a mesa com hortelãs para melhor recebê-los. Os deuses, em gratidão, transformaram o casebre num palácio.
Outra lenda conta que Sherazade, a personagem que contou mil e uma noites de histórias ao sultão para não morrer, desfiava seus contos ao sabor de chazinho de hortelã.

USO MEDICINAL: Todas as variedades de hortelã têm em suas folhas vitaminas A, B, C e minerais (cálcio, fósforo, ferro e potássio). Também exercem ação tônica e estimulante sobre o aparelho digestivo, além de possuírem propriedades anti-sépticas e ligeiramente anestésicas. Recomendadas para dores de cabeça e juntas doloridas, também combatem cólicas, gases, aumentam a produção e circulação da bílis, e favorecem expulsão dos catarros,  impedindo a formação de mais muco.

Existem diversas espécies de hortelã, mais do que se consegue identificar, pois a polinização das várias espécies acontece de forma cruzada, dando origem a novos híbridos. As mais conhecidas são:

  • Hortelã pimenta - Mentha piperita  
  • Hortelã verde - Mentha spicata
  • Poejo- Mentha pulegium  
  • Hortelã Crespa - Mentha crispa
  • Hortelã doce - Mentha arvensis
  • Hortelã Romana - Balsamite major/Chrysanthemum balsamite (Planta anual nativa do Oriente, da família das Compostas,)
  • Gatária - Nepeta gataria L.
  • Hortelã do Brasil - hortelã vulgar, hortelã do norte, levante, Hortelã cíprica, mentastro, hortelã da Córsega.

Coquetelaria


A utilização da hortelã em coquetéis é muito vasta, pode ser utilizada como agente de sabor e aromático. Pode-se macerar em conjunto a bebida, utilizar para aromatizar açúcar como base de xaropes ou apenas para dar aroma à uma taça ou a um drink, sem participar diretamente da composição líquida.

Confuso de novo? Eu explico. Em alguns coquetéis podemos conseguir um efeito aromático apenas com algumas folhinhas como decoração na borda da taça, acrescentando aroma sem ter necessariamente que ser macerada ou adicionada diretamente ao coquetel.

Dica: Experimente ao fazer um Sagatiba Wall Paper, e para finalizar colocar uma hortelã sobre a palma de umas das mãos e bater com a outra palma, para desprender os aromas, e servir como decoração na taça. Isso faz com que o aroma do drink se torne surpreendente. 

JULEPS: Long drink preparado com hortelã macerada com açúcar, servido com qualquer destilado (Bourbon, Scotch, Gin, Run, etc...) e muito gelo. Esse coquetel aparece no filme Obrigado Por Fumar (aliás, vale apena assistir, o filme é muito bom).























Abs, Rodolfo Sousa (Bob)

O Autor:
Rodolfo Sousa Bob Rodolfo Sousa Bob é gastrônomo, mixologista, treinador. Sommelier formado pelo SENAC. Especialista nível 2 Wine and Spirits Education Trust. Administrador do blog OBARVIRTUAL.

2 comentários:

Tiago disse...

Boa, gostei da materia! vc posta metérias muito interessantes Bob!

continue assim q tu aumentare o seu numero de internautas!

abraços!

Rodolfo Sousa (Bob) disse...

Estamos desenvolvendo nosso blog. E esperamos suas visitas e sugestões...

Postar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes